Pedro Ramos afirma que está a tentar recuperar actividade normal no rastreio de cancro da mama

O secretário regional de saúde e protecção civil, Pedro Ramos, visitou hoje a unidade móvel do rastreio do cancro da mama, localizada na freguesia dos Canhas, Ponta do Sol. A visita do governante, referiu o próprio, “é no sentido de dar um sinal evidente de que a retoma na Saúde é de facto uma realidade”. Pedro Ramos enunciou que os cuidados de saúde primários, as consultas e a actividade a nível de bloco operatório têm todas sido incrementadas. O rastreio do cancro da mama é algo de também essencial, frisou. O ano passado, completaram-se 20 anos deste tipo de rastreio na RAM, uma região que, juntamente com Coimbra, foi das primeiras do país a implementá-lo.

“Até agora já rastreámos 160 mil mulheres da RAM, entre os 45 e os 69 anos. Realizam-se cerca de 8 mil mamografias por ano”, disse o secretário, embora admita que em 2019 e 2020 esse número possa ter sido reduzido, devido a problemas técnicos e com a pandemia do Covid-19, mas vamos agora tentar recuperar o número de exames que normalmente faríamos”.

Pedro Ramos voltou a insistir em que a retoma da actividade do sistema de saúde deverá ser gradual, para que não ocorram problemas  com utentes ou profissionais de saúde, como já ocorreram no continente ainda recentemente.