Vanessa Cesário faz investigação doutoral sobre aplicações móveis para museus com estudantes de escolas secundárias do Funchal

Vanessa Cesário é autora de um trabalho de investigação doutoral focado nas novas tecnologias e na sua interação com os espaços museológicos.

O trabalho de doutoramento em “Medias Digitais”, que foi conduzido pela agora Doutora Vanessa Cesário, explora como as tecnologias digitais podem facilitar o trabalho dos museus de história natural na criação de experiências imersivas destinadas a adolescentes (entre os 15 e os 19 anos) por meio de estruturas narrativas digitais e de gamificação.

Para esta investigação foram envolvidos 382 adolescentes, mais precisamente alunos das Escolas Secundárias Francisco Franco, Jaime Moniz, Ângelo Augusto da Silva e Santo António, e da Universidade Júnior do Porto.

Vanessa Cesário.

Com base nos seus estudos, e assistida por uma equipa de investigadores do ITI/LARSyS e pela orientadora Prof. Valentina Nisi, Vanessa Cesário geriu a produção de duas diferentes experiências interativas móveis, direcionadas aos adolescentes que visitam o Museu de História Natural do Funchal, intituladas Memories of Carvalhal´s Palace: uma abordagem baseada numa história – Ponto de Viragem (Turning Point) e outra num jogo – Encontros Assombrados (Haunted Encounters). Estas experiências foram estudadas em profundidade com o público-alvo para entender como e por que narrativas digitais e elementos de jogos podem melhorar a experiência do adolescente num museu de história natural. Uma classificação da experiência destes visitantes emergiu desta última análise que é de interesse para curadores, designers e investigadores nas áreas de “Museus”, “Interação Homem-Máquina” e “Design de Interação e Crianças”. Este último estudo foi publicado como um artigo científico, longo na conferência CH12020  – conferência de topo internacional no campo de Interação Homem-Máquina (Human-Computer Interaction).

Vanessa Cesário  defendeu recentemente o seu doutoramento em Media Digitais – especialidade de Tecnologias, pela Universidade do Porto, em colaboração com o ITI/LARSyS (pólo de investigação de tecnologias na Madeira), tendo recebido em 2015 uma bolsa de doutoramento da ARDITI. A tese é intitulada “Enhancing Museum Experiences for Teenagers through Gamification and Storytelling Frameworks” e a sua defesa durou 4 horas através da plataforma Zoom e contou com 50 pessoas a assistirem online.

A investigadora está agora a seguir a sua carreira académica, primeiramente assumindo a posição de pós-doutoramento no projeto europeu MEMEX, um projeto H2020.