Pedro Ramos desagradado com queixas do enfermeiro Juan Carvalho nas redes sociais e ao FN

O secretário regional da Saúde e Protecção Civil, Pedro Ramos, não gostou das declarações públicas de Juan Carvalho, presidente do Sindicato dos Enfermeiros na Madeira, feitas no facebook e reafirmadas hoje ao Funchal Notícias, dando conta de que continuam a ocorrer visitas sem qualquer rastreio a doentes internados no Hospital Dr. João de Almada. Admitindo que houve uma redução no número de visitas, e são compreensíveis as que se verificam a doentes em estado crítico internados nos cuidados paliativos, Juan Carvalho garantiu no entanto que continuam a ser feitas visitas a doentes noutros andares e diz mesmo que estas últimas, que entende não terem justificação, têm gerado “grande apreensão” entre os profissionais.

Questionado pelo FN, Pedro Ramos respondeu que actualmente “vivemos num mundo-Covid”, que obriga os profissionais a viver de acordo com a situação. Fazendo menção, entre muitas outras medidas tomadas, à reorganização dos serviços hospitalares e dos centros de saúde, o governante com a pasta da Saúde disse que Juan Carvalho é um enfermeiro do SESARAM e também um sindicalista, “o que nós muito respeitamos”. Mas certamente, acrescentou, “tem conhecimento da reorganização dos serviços de Saúde da RAM. E portanto, se o enfermeiro Juan Carvalho tem alguma dúvida para esclarecer, penso que não é através das redes sociais que a vai esclarecer, mas antes falando com o responsável pela Direcção de Enfermagem, o enfermeiro José Manuel, ou mesmo o director clínico do SESARAM, Dr. Júlio Nóbrega, ou mesmo com a presidente do Conselho de Administração, Dra. Rafaela Fernandes (…)”. Talvez sendo as suas dúvidas esclarecidas, seja desnecessário ir para as redes sociais colocar questões que não me parecem, num mundo Covid-19 em que vivemos hoje em dia, que tenham alguma relevância neste momento”.