Grupo de músicos da OCM proporciona amanhã inusitado concerto de improvisação

Gabor Bolba, o mentor do projecto

A Orquestra Clássica da Madeira proporciona amanhã, dia 26, pelas 21h00, no átrio do Teatro Municipal Baltazar Dias, um momento musical improvável: trata-se de uma performance de improvisação, a cargo de um grupo  de músicos formado inicialmente por conceito artístico do contrabaixista Gábor Bolba, e que inclui também os instrumentistas Duarte Santos e Jorge Garcia, na percussão. O agrupamento recebe habitualmente a colaboração de diferentes músicos que conferem aos concertos sonoridades e efeitos sonoros especiais através das inúmeras possibilidades dos seus instrumentos, explica o director artístico da OCM, Norberto Gomes. “Com um misto de improvisação e experimentalismo, todos os concertos são únicos em termos de formato, sonoridades e conteúdos, embalando o público em experiências singulares, fruto do usufruto de atmosferas novas e inesperadas de ambiências rítmicas e sonoras”, realça.

Assim, e para este concerto “que se revelará de excepcionais momentos de criação e partilha sonora”, virá ainda como convidado especial Duarte Salgado, para ajudar a cativar o público para uma viagem musical sem destino programado.

Esta, diz Norberto Gomes, é “uma proposta que inicialmente seria improvável, por músicos de formação erudita”, mas que se tem revelado um sucesso dentro da programação da OCM, “não só pela qualidade e originalidade da proposta artística, assim como pela procura de um público aderente a estas realizações musicais mais alternativas”.

Os bilhetes custam entre 10€ e 5€ e estão disponíveis na bilheteira do Teatro Municipal Baltazar Dias.