Câmara do Funchal já escolheu o local onde a escultura do carteiro/cavaleiro ficará implantada

Fotos Emanuel Silva

A escultura que se encontrava no edifício dos CTT, na Avenida Calouste Gulbenkian -dali removida em meados de 2019- já tem novo local.

A peça da autoria do escultor Ricardo Velosa, e que simboliza a figura aliada aos correios, foi doada à Câmara do Funchal a meados de 2019 quando o centro de distribuição dos CTT deixou a Calouste Gulbenkian e mudou-se para a Penteada.

A escultura simboliza um carteiro cujas origens remontam a 1520 em que as deslocações eram feitas a pé e a cavalo, expressando a imagem do carteiro/cavaleiro a distribuir correio.

A peça escultórica fica agora a escassos metros do local para onde foi concebida, curiosamente sensivelmente no mesmo local onde, outrora, tinha ficado uma outra pela escultórica -a junta de bois- que agora está nas imediações do Mercado dos Lavradores.