Maurício Camacho perdeu a vida na zona do Seixal conhecida por “Mata Sete”

Maurício Camacho era natural do Funchal e tinha 35 anos. Foto facebook

A zona onde Maurício Camacho perdeu a vida, sábado, no Seixal, é conhecida por “Mata Sete”.

O conjunto da Poça das Lesmas e Poça do Mata Sete forma as piscinas naturais do Seixal.

As imagens são paradisíacas e correm mundo mas o mar do norte é “bravo” e o local é arriscado.

O conjunto composto pelas Poças das Lesmas e Mata Sete.

Desconhecem-se ainda as circunstâncias que levaram ao desaparecimento do homem nas águas agitadas do Seixal.

Certo é que o corpo do homem de 35 anos, que se encontrava desaparecido desde a tarde de sábado, foi encontrado ontem no calhau, na zona do “furadinho”, na Ribeira da Janela.

O corpo foi removido para o Gabinete Médico Legal do Funchal para a respectiva autópsia.

A data do funeral ainda não está agendada. Contudo, a família pede vestes brancas em vez de preto.