António Paixão/Marco Cabral e Rui Conceição/Duarte Coelho venceram Rali Histórico

Rali Historico Rui Conceição
Foto Facebook Rui Conceição
António Paixão
Facebook António Paixão

O Rali Histórico “passeou” memória pelas estradas da Madeira, desde a etapa noturna de belas recordações, designadamente na zona do Poiso e Santo, onde antigamente se juntavam milhares de pessoas pelas serras.

No final, na categoria Regularidade Histórica, o primeiro lugar foi para António Paixão e Marco Cabral, num MG MGA 1600 de 1961, com 63,9 pontos. O segundo lugar foi conquistado por Jorge Gouveia e Manuel Baeta, num Porsche 911 SC de 1981, com 66,5 pontos e no terceiro lugar do pódio está Alberto Rosário Pestana e José Camacho, num 911 SC de 1981 com 89,7 pontos.

Rui Conceição e Duarte Coelho, num Ford Escort RS Cosworth de 1994, foram os vencedores na Regularidade SportPlus, totalizando 219,4 pontos no final da prova. O segundo lugar foi ocupado por Paulo Grosso e Susana Cordeiro, num Porsche 911 de 1968, com 455,8 pontos. No terceiro lugar do pódio ficaram Adalberto Melim e Marco Pestana, num Alfa Romeu 2000 GT Veloce – 1973, com 458,2 pontos.

António Paixão, fazendo equipa com Marco Cabral, em MGA 1600 de 1961, disse que “a prova correu segundo as nossas expectativas, no início estávamos um pouco indecisos sobre as tabelas que deveríamos usar, porque temos uma diferença no conta-quilómetros e nas duas primeiras classificativas estávamos um pouco no ar, não tínhamos a certeza praticamente de nada”

Rui Conceição, com Duarte Coelho em Ford Escort RS Cosworth de 1994, considerou que “a ideia desta prova foi bastante boa, é uma prova a ser desenvolvida. O rali correu bastante bem na estrada, gostei bastante dos troços, são os mesmos troços do início, de quando comecei a fazer rali e acho que alguns deles ainda devíamos continuar a usar. Muitas vezes deixamos de usar, a maioria deles não passa em casas, nem atrapalha ninguém e são troços muito bonitos, devíamos continuar a usar.