Paulino Ascenção diz que o Governo anda a distribuir apoios em todas as direções

sdr
O Bloco de Esquerda desenvolveu hoje uma ação política na Festa da Cereja, no Jardim da Serra.

O Bloco de Esquerda visitou esta manhã de domingo a Festa da Cereja no Jardim da Serra, onde Paulino Ascenção considerou “importante valorizar a produção agrícola regional, a produção de cereja em particular”.

O líder regional do BE refere ser “necessário apoiar a agricultura como forma de manter a ocupação dos terrenos agrícolas, preservar a paisagem e reduzir a importação de produtos alimentares. A paisagem é o nosso maior ativo turístico. A atividade agrícola é essencial também para preservar usos e costumes, a nossa identidade cultural”.

Paulino Ascenção diz que, para este ato eleitoral de 22 de setembro, “vemos o Governo Regional a distribuir apoios em todas as direções: são cheques aos agricultores, cheques prenda a ajudantes domiciliárias, almoçaradas na Quinta Vigia para funcionários públicos. As festas temáticas por toda a ilha têm toda apoios reforçados doGoverno este ano eleitoral. Isto não é governar, essas ações do Governo não resolvem nenhum problema. Isto é tentar iludir as pessoas, querer tapar com a peneira o facto de ter sido um desastre a governação destes quatro anos”.

O líder do Bloco alerta que “quem se depara com a oportunidade deve receber e fazer bom proveito, mas não se deixe levar por isto. Enquanto uns recebem 100 ou 500 euros, outros recebem milhões, os mesmos do costume, para obras duvidosas, que vão originar mais dívida para todos pagarmos”, mas avisa que “por muito jeito que dê agora algumas centenas de euros, isso não garante que vá haver emprego para os nosso filhos , e isso é que deve preocupar-nos na hora de votar. A geração que esta a acabar os estudos agora, acaba por emigrar, não encontra aqui futuro”.