Guilherme Silva enalteceu colaboração dos CTT na celebração dos 600 anos

No lançamento da emissão filatélica alusiva à descoberta e povoamento da Madeira, que hoje decorreu na Casa Museu Frederico de Freitas,

O presidente da Comissão Executiva dos 600 Anos salientou no lançamento da emissão filatélica alusiva à “descoberta e povoamento” da Madeira, hoje na Casa Museu Frederico de Freitas, a colaboração dos CTT.

Conforme adiantou Guilherme Silva a Raul Moreira, director de Filatelia dos CTT, “a emissão destes selos têm um sentido particular, nestas comemorações”, pois “acrescentam História à História”, salientando ainda o “simbolismo e alcance” deste lançamento, no “tempo e espaço” pelo “efeito multiplicador” que os selos têm, até porque, afirmou, “continuam a ser usados”.

Os três selos em questão têm uma tiragem de 100.000 exemplares cada e o valor facial de 0,53€, 0,86€ e 0,91€. Já o bloco tem o valor de 3.00€ e uma tiragem de 35.000 exemplares. O design dos selos esteve a cargo de Hélder Soares, do Atelier Design&etc e os selos têm um formato de 40X30,6mm. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores, em Lisboa, no Município II, no Porto, na Avenida Zarco, no Funchal e no Antero de Quental, em Ponta Delgada.