Nuno Morna esperava mais do que os 997 votos (1%) para o Iniciativa Liberal

“Apesar de a Iniciativa Liberal ter tido o seu melhor resultado de sempre, estaria a mentir se dissesse que não estava à espera de melhor.
De qualquer dos modos queria deixar bem claro que considero que hoje perdeu toda a gente. Ter uma taxa de abstenção a roçar os 70% é claro sinal de derrota.
Perdeu a Europa, perdeu Portugal e perdeu a Madeira.
Perdemos todos. E perdemos porque não reconhecemos à Europa o papel determinante que esta teve no nosso desenvolvimento. Sem ela seriamos pouco mais do que eramos em 1986, ano em que aderimos à CEE.
Memória fraca de muitos e incapacidade de explicar aos mais novos a importância tida pelos fundos europeus no nosso desenvolvimento passado e futuro, trouxeram-nos até aqui.
Cantar vitória nestas condições é sinal de menoridade. Seja lá para quem for.
Tentámos com a nossa campanha alertar para isto. Não o conseguimos pois a nossa voz perdeu-se no “enorme ruído” provocado pelos que quiseram fazer da Europeias uma espécie de primeira volta das Regionais.
Encerrado este momento, contem agora connosco para discurtir os assuntos da Madeira nas eleições certas. Com as nossas propostas, as nossas ideias, a nossa maneira diferente de estar na poilítica.
Foram mais votados, e valendo isso o que vale, os partidos de matriz socialista, socializantes ou estatizantes. Cá estaremos para os combater.”