PSD acusa gestão de Cafôfo de “ter um calendário meramente político das obras”

Os vereadores do PSD na Câmara do Funchal criticam a Autarquia pelo “calendário meramente político” das obras.

Elias Homem de Gouveia, vereador do PSD na Câmara Municipal do Funchal, referiu hoje a indignação de vários munícipes, durante o dia de ontem, com o encerramento do Largo do Phelps e o acesso à Rua do Carmo, provocando constrangimentos “não só aos automóveis particulares, mas também transportes coletivos. E felizmente não foi necessário qualquer emergência”.

O vereador acusou esta gestão autárquica de ter um “modus operandi”, aludindo ao que se passou na Rua do Bom Jesus e apontando as previsões para voltar a a contecer na Praça do Município. “As obras são feitas em cima do joelho, num calendário que é meramente político. Estamos próximo de uma interrupção do calendário escolar, na Páscoa, onde seria possível fazer estas intervenções face à redução do número de automóveis na cidade”.

Com uma palavra para os comerciantes, os vereadores do PSD dizem que a Rua Dr. Fernão Ornelas e a Rua do Aljube “foram transformadas em becos”, apontando as dificuldades “na atividade comercial para todos os que têm ali os seus negócios”.