Albuquerque na Nestlé diz que “não podemos estar com fantasias”

Miguel Albuquerque esteve no aniversário da Nestlé.
Foi descerrada uma placa comemorativa dos 45 anos.

Miguel Albuquerque esteve hoje nos 45 anos da Nestlé na Madeira. A companhia mundial de alimentação e bebidas estabeleceu a sua filial na Região, no ano de 1974. Atualmente, a filial, com sede no Caniço emprega 26 colaboradores.

O presidente do Governo relevou esta unidade empresarial, considerando que se trata de uma empresa que tem evidenciado uma capacidade de inovação, apontando a importância dos recursos humanos, dizendo mesmo que “os trabalhadores de uma empresa não são descartáveis, é preciso o espírito de corpo, é preciso que as pessoas sintam que fazem que fazem parte de uma entidade coletiva, que persegue objetivos de realização pessoal e coletiva”.

Albuquerque deixou, também, uma mensagem que tem um misto de económica e política: “Queria reiterar, a todos, que o meu Governo cumpre. E no fim dos mandatos, as forças políticas são avaliadas sobre se cumpriu ou não cumpriu. Hoje, temos fenómenos de disfuncionalidade, onde por vezes se aparece na vida política apenas por aparecer, dizendo que se quer mudar mas não se sabe para onde. Estamos, neste momento, numa situação de crescimento económico há 66 meses, estamos a crescer mais do que o Continente. E essa situação é complementada pela redução do IRS e do IRC, o que significa que este crescimento económico faz com que a Madeira tenha capacidade de aliviar a carga fiscal. Esta conjuntura faz com que esta dinâmica tenha reflexos para algo que é fundamental para o futuro da Madeira, que é o desemprego”.

O Chefe do Executivo Madeirense garantiu que “a Madeira precisa de investimento público, vamos continuar nesse caminho” e apontou um novo desafio, colocado pela Europa e as dúvidas sobre o Brexit. Não podemos estar com fantasias, não há tempo para fantasias, porque quanto corre mal cai em cima das pessoas”.