Rui Pinto será mesmo extraditado para Portugal

O jovem português Rui Pinto, suspeito de envolvimento em “pirataria informática”, será mesmo extraditado para Portugal, depois de um tribunal húngaro ter rejeitado o recurso apresentado pela defesa do “hacker” que assumiu a divulgação de documentos sensíveis. A deslocação para Portugal deverá ocorrer dentro de um prazo de dez dias e para o efeito deslocam-se à Hungria inspetores da Polícia Judiciária.

Neste momento, Rui Pinto encontra-se detido num estabelecimento prisional na Hungria.