Paulo Neves diz que governo português tem de ser “determinado e implacável” com Nicolás Maduro

O deputado Paulo Neves, eleito pelo PSD/Madeira à Assembleia da República, insistiu ontem na audição ao ministro dos Negócios Estrangeiros, sobre a questão da Venezuela. O parlamentar sublinhou que há  “linhas vermelhas” que o governo português não pode deixar que o regime de Nicolás Maduro passe. Deu os exemplos de portugueses detidos por se manifestarem contra o actual regime venezuelano, dos ataques cirúrgicos contra pessoas e bens portugueses, como represália pela posição do governo português, e o impedimento que a ajuda chegue à comunidade portuguesa. “Nestes casos o governo português tem que ser determinado e implacável”, defendeu Paulo Neves, que também transmitiu ao ministro a sua opinião sobre vários problemas que afectam os emigrantes na Venezuela ou os que regressaram a Portugal.