CMF apresenta três novos veículos de combate a incêndios florestais

A Câmara Municipal do Funchal recebeu na manhã de hoje três novos veículos florestais de combate a incêndios (VFCI), que foram prontamente encaminhados para o quartel de Bombeiros Sapadores do Funchal. A aquisição, diz a autarquia, traduz um investimento de 680 mil euros co-financiados pelo programa POSEUR. No valor está igualmente incluído o Veículo Ligeiro de Combate a Incêndios (VLCI), recebido no passado mês de Agosto, e que já se encontra em pleno uso operacional na Companhia de Bombeiros Sapadores do Funchal.

O edil funchalense Paulo Cafôfo, diz que o investimento é “uma mais valia para a Corporação de Bombeiros do Funchal, capaz de melhorar substancialmente a sua capacidade de resposta a situações de risco nas Zonas Altas da cidade.” As novas viaturas, afirma, vêm colmatar desafios ao nível da rede viária e da largura dos arruamentos, bem como ao nível da orografia acidentada, facilitando manobras e o acesso a áreas mais problemáticas.

As três viaturas recebidas hoje têm especificidades distintas. A primeira é exclusivamente dedicada ao combate de incêndios rurais e florestais, pelo que as restantes duas viaturas possuem características dimensionais e de pré-instalação de equipamentos especializados diferenciadas, possibilitando operar na interface urbano-florestal, diz a Câmara.

Já em termos de construção, as novas viaturas “estão suportadas por uma superestrutura composta por um material plástico denominado EcoPolímero, obtido por extrusão em placas, conferindo uma resistência equiparada ao aço inoxidável, mas com 30% de redução de peso, melhorando a capacidade de resposta do veículo e reduzindo os custos com combustível e manutenção”.

A Câmara Municipal do Funchal sublinha que “tem vindo a alocar grandes esforços financeiros no aumento da capacidade de combate a incêndios rurais e florestais. Globalmente, a autarquia diz ter investido um valor de 860 mil euros, co-financiados pelo POSEUR, em que, para além das novas viaturas, estão também previstos equipamentos de Protecção Individual para Incêndios Florestais, que em breve serão distribuídos por todos os operacionais, incluindo os novos 30 elementos em fase final da formação”.