Cerca de dezena e meia de novas árvores plantadas hoje na Rua do Bom Jesus

Após muito tempo de obras e muita polémica, causada pelo corte das árvores da Rua do Bom Jesus, uma das entradas da cidade do Funchal, hoje surgiu cerca de uma dezena e meia de novas árvores, as quais estavam a ser plantadas nos “caixões” destinados à sua instalação no ampliado passeio daquela artéria, entretanto reduzida a uma faixa de rodagem de trânsito automóvel.

As árvores, ainda de porte pequeno, já ornamentam todavia, e tanto quanto lhes é possível, a rua que entretanto se vira despida, pela opção camarária, de qualquer presença vegetal.

Recorde-se que houve grande contestação ao corte das árvores no Bom Jesus, tendo mesmo o conhecido ecologista Raimundo Quintal apelidado a coligação que manda actualmente na CMF de “coligação arboricida”, por este e outros cortes que tem efectuado, na sequência do trauma colectivo deixado na população pela queda de uma árvore durante a festa do Monte, que causou 13 mortos e e numerosos feridos.

Também as obras que se têm prolongado naquela rua já mereceram a contestação dos comerciantes, dado que era para estarem concluídas já por volta de Abril deste ano, mas prosseguem. Ainda recentemente o Funchal Notícias deu conta do agastamento dos lojistas daquela rua, que inclusive denunciaram ao FN sucessivos erros de planeamento, como a implantação de tubos com condutas eléctricas e de comunicações precisamente nos locais onde agora foram implantadas estas novas árvores, o que obrigou a fazer tudo de novo, quando já se encontrava pronto e tapado.

Entretanto, e numa informação que não temos ainda por confirmada, ouve-se que a Câmara Municipal do Funchal pretenderá novo futuro cortar também as árvores da Rua João de Deus, frente à Escola Secundária de Francisco Franco.