Governo de Costa “aperta” com reformas antecipadas

Vieira da Silva
Vieirada Silva confirma que regime de reformas antecipadas vai mudar.

“O Governo da República vai apertar a regra de acesso às pensões antecipadas, limitando-as a quem já tenha 40 anos de carreira completa quando faz 60 anos de idade”, noticiou o “negócios”, dando conta de declarações do ministro Vieira da Silva, uma informação já veiculada por vários jornais.

O ministro diz que as condições de acesso mudam. O negócios lembra que “hoje em dia a regra é muito mais flexível, já que as pessoas se podem reformar quando têm 60 anos de idade “e” 40 de descontos, o que permite que as pessoas que só completam os 40 de descontos aos 61 anos ou aos 62 anos se possam reformar antecipadamente, o que deixará de acontecer (excepto no regime de desemprego)”.

Segundo refere o eco online, com esta nova alteração, uma pessoa que queira reformar-se antecipadamente aos 61 anos, contando com 40 de descontos, não poderá fazê-lo, já que aos 60 não contava com 40 anos exigidos de desconto (tinha apenas 39).