Orçamento de Estado é “uma desilusão”, não garante 50% do Hospital, adia revisão do subsídio de mobilidade, reduz verba para a Madeira, diz o PSD-M

Comissão Política A
Comissão Política do PSD-M promete lutar pelas suas propostas.

O Orçamento de Estado “é uma desilusão”. Pedro Calado foi o porta voz da Comissão Política do PSD-Madeira, que reuniu neste final de tarde, com o também vice presidente do Governo a explicar a classificação que faz do OE 2019: “É uma desilusão porque não garante os 50% do financiamento prometido pelo próprio primeiro-ministro para o Novo Hospital na sua última visita à Região, porque mantém os juros da dívida elevados, o que demonstra que o Estado continua a lucrar com o empréstimo da Região”.

Mas as críticas não se ficam por aqui, com Calado a frisar que a República diminuiu as transferências do OE para a Madeira quando comparado com 2018, em contraponto com o aumento de verbas destinadas aos Açores. “Baixa as verbas do Fundo de Coesão para a Região Autónoma da Madeira e aumentam as verbas do Fundo de Coesão para os Açores em mais de 27 milhões de euros”.

O social democrata continuou a elencar um conjunto de situações que fazem aumentar tensão com a República: “É uma desilusão porque adia a revisão do subsídio Social de Mobilidade e não contempla verbas para o passe sub-23 dos estudantes madeirenses “obrigando a Região a suportar esses custos com o seu Orçamento…Em relação à ligação marítima de passageiros entre a Madeira e o Continente durante todo o ano, o Orçamento do Estado não prevê qualquer verba, como também não prevê qualquer apoio aos meios de combate aéreo aos fogos na Região”.

A somar a todas estas questões, “a República continua a não regularizar a dívida dos Subsistemas de Saúde que já ultrapassa os 18 milhões de euros”.

No entanto, garante Calado, “o PSD/Madeira continuará a lutar para fazer valer os seus pontos de vista e as suas propostas”, nos sítios e momentos próprios. “Os Madeirenses sabem que podem contar com o PSD/Madeira nesta luta, pela reposição e afirmação dos seus direitos”, frisou.

A mesma Comissão Política do PSD-Madeira fez outra leitura do Orçamento Regional, congratulando-se “com o empenho do Governo Regional na elaboração do Orçamento da Região para 2019, com uma forte componente do investimento na Educação e na Saúde. As políticas de apoio à natalidade e às famílias, o reforço dos apoios sociais, a devolução de rendimentos às famílias e às empresas, a redução da carga fiscal e o combate ao desemprego também mereceram o louvor dos sociais-democratas”.

A Comissão Política do PSD/M destacou a importância da iniciativa Compromisso Madeira, como forma de auscultar as populações em todos os concelhos da RAM, estando agendada a próxima sessão para Santa Cruz, no dia 29 de outubro. Informou, também, que a eleição interna do Partido será realizada no dia 14 de dezembro e o Congresso nos dias 19 e 20 de janeiro de 2019.