Cafôfo jantou hoje com apoiantes na Camacha

Foto DR

O candidato do Partido Socialista-Madeira à presidência do Governo Regional defendeu, hoje, um aumento das verbas para a promoção da Região, considerando que o reforço de 700 mil euros anunciado esta semana é insuficiente.

Paulo Cafôfo falava na Camacha, concelho de Santa Cruz, num jantar que, segundo uma nota de imprensa, reuniu cerca de 200 apoiantes do PS-M e da sua candidatura à presidência do Governo.

O candidato socialista referiu-se ao facto de, nos últimos cinco meses, os índices e os parâmetros que avaliam o desempenho do nosso turismo terem tido quebras assinaláveis. Algo que, no seu entender, só tem uma leitura: «O Governo Regional não teve a capacidade de, nos bons momentos, preparar a Região para a sustentabilidade necessária para o embate e o suporte em situações menos boas, para conseguirmos resistir e sermos resilientes». «Não se precaveu nem se previu que o turismo pudesse atravessar este mau momento, que questões como o “Brexit”, a desvalorização da libra ou até a falência de companhias aéreas, agora são problemas com os quais nos deparamos e parece que não há solução», disse, acrescentando que «vimos à pressa esta semana um reforço da promoção para a Região em cerca de 700 mil euros», mas que tal «é insuficiente» para uma Região que vive do turismo e que tem no turismo o seu principal setor.

«Aquilo que queremos é que haja um aumento das verbas para a promoção, porque isso tem uma consequência imediata, que é a promoção do destino e o aparecimento de novas rotas e até de uma nova companhia que é necessário para a Região, não só para o turismo, mas também para os residentes nos valores exorbitantes que pagam para terem de sair da própria ilha», defendeu Paulo Cafôfo.

Por seu turno, o presidente do PS-Madeira mostrou a confiança de que no próximo ano se irá concretizar a alternância democrática na Região, salientando que Paulo Cafôfo será «o próximo presidente do Governo Regional da Madeira».

Emanuel Câmara lembrou que o cerne da democracia é a alternância, mas que para tal é preciso trabalhar diariamente. «Temos um ano de muito trabalho», afirmou, acrescentando que os madeirenses e aqueles que estão espalhados pela diáspora estão à espera de viver finalmente aquele momento da concretização da alternância democrática na RAM.

O responsável mostrou-se ainda confiante que o PS vai também ganhar a Câmara Municipal de Santa Cruz nas próximas eleições autárquicas.

Por seu lado, o presidente da JS-Madeira, Olavo Câmara, disse acreditar que em 2019 «teremos o PS à frente do Governo Regional com Paulo Cafôfo como presidente».

Usaram ainda da palavra a presidente da concelhia do PS-Santa Cruz, Daniela Aguiar, a coordenadora da secção da Camacha, Isabel Aguilar, e a presidente do Departamento Regional de Mulheres Socialistas, Mafalda Gonçalves.