Armindo Araújo é o primeiro líder do Rali ao ser mais rápido na “Especial” da Avenida

ARMINDO ARAUO
Armindo Araújo dominou a Super Especial da Avenida. É o primeiro líder. Foto Alfredo Rodrigues
PEDRO MEIRELES
Pedro Meireles / Mário Castro são segundos a 1,0s de Araújo. Foto Alfredo Rodrigues
RICARDO TEODOSIO
Ricardo Teodósio / José Teixeira fecham o pódio a 1,5s Foto Alfredo Rodrigues

O piloto português Armindo Araújo foi o vencedor da “Especial” da Avenida do Rali Vinho Madeira, sendo assim o primeiro líder da competição. Araújo foi o mais rápido da Prova Especial “Centro Internacional de Negócios, com o tempo de 00:01:39,0.

“Correu bem, não cometemos erros e o carro está bom”, referiu no final, em declarações publicadas no site da prova, apontando que “o feeling é bom, apesar de pouco valer a super especial”.

segA unda posição ficou Pedro Meireles, com o tempo de 00:01:40,0, seguido do algarvio Ricardo Teodósio (00:01:40,5). Giandomenico Basso, que foi o mais rápido nesta prova na edição de 2017, ficou-se pelo 5º lugar (00:01:40,8). No final, segundo refere a página online da prova, confessou que esta “Especial” “não correu muito bem”, mas que foi “divertido” e que amanhã vai andar rápido.

O melhor madeirense foi Miguel Nunes, que completou esta prova em 00:01:40,9, alcançando a sexta posição. Alexandre Camacho fez o 11º tempo com disse ter feito uma prova “com cautelas”. “Pela primeira vez o Rali Vinho da Madeira tem penalizações, era tentar perder o mínimo hoje porque amanhã é a sério”, dissse.

Amanhã o Rali volta à estrada às 10h04, hora em que arranca a Prova Especial de Classificação Campo de Golfe 1.