Insígnias Autonómicas de Valor para 4 madeirenses: Cerimónia de condecorações em recinto fechado

Fotos Rui Marote.

Maximiano Sousa (Max) e José Lino Pestana, a título póstumo, Manuela Aranha e Inês Guerreiro, receberam hoje as Insígnias Autonómicas de Valor.

As insígnias foram entregues, esta tarde, numa cerimónia em recinto fechado. A  cerimónia pecou por não ser ao ar livre.

Aqui a biografia dos agraciados:

Filho do Max recebeu a distinção.

Max, nome artístico, nasceu no Funchal, a 20 de janeiro de 1918 e faleceu, em Lisboa, a 29 de maio de 1980. Foi “embaixador” da Madeira no mundo. Cantor, compositor, ator e músico, foi, ao longo da sua carreira artística, homenageado em diversas ocasiões, destacando-se a festa de homenagem, promovida pelo Governo Regional da Madeira, no Casino do Funchal, em 1979, transmitida para todo o país pela rádio e pela televisão. Foi também condecorado pela presidência da República na década de 80.

Filho de José Lino Pestana.

José Lino Pestana nasceu no Porto Santo a 23 de setembro de 1929 e faleceu a 7 de fevereiro de 2014. Foi uma figura pública regional incontornável, não apenas como empresário mas também enquanto dirigente desportivo. Desde que viu nascer o Clube Desportivo Portosantense, em 1948, e até ao momento em que assumiu a sua presidência, em 1975, deixou o seu nome ligado ao clube, transformando-o numa instituição desportiva de referência da Região Autónoma da Madeira.

Manuel Aranha.

Manuela Aranha nasceu na freguesia da Sé, no Funchal, a 2 de junho de 1931. Concluiu, em 1951, o Curso de Habilitação às Belas Artes na Escola Industrial e Comercial do Funchal e licenciou-se em Escultura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto. Foi professora na Escola Industrial e Comercial do Funchal, tendo lecionado, entre outras, as disciplinas de Educação Visual ao Ciclo Preparatório e Desenho de Figura, Desenho de Letra, Escultura, aos cursos de Belas Artes. Foi homenageada, em 1996, pelo Governo Regional da Madeira. Em 2014, foi agraciada pelo Presidente da República com o Grau de Comendadora da Ordem do Mérito.

Inês Guerreiro.

Inês Guerreiro nasceu em São Pedro, no Funchal, a 16 de novembro de 1950. Licenciou-se em Ciências Sociais e Políticas pela Universidade Técnica de Lisboa. É titular de várias formações em gestão e organização de projetos. Entre 1976 a 1997, exerceu a sua atividade profissional na Madeira. Entre outros cargos, foi Coordenadora do Departamento da População Idosa e Assessora do Secretário Regional dos Assuntos Sociais para a criação e lançamento de uma Política Integrada para o Sector, que levou, em 1980, à criação do Programa Regional de Apoio Integrado à População Idosa da RAM, pioneiro em Portugal.
Em 1988 assumiu o cargo de Diretora Regional da Segurança Social e Presidente do Centro Regional de Segurança Social, cargo que exerceu até 1996, data em que fixou residência em Lisboa.

Condecorados.

Veja mais fotos na nossa página do facebook em https://www.facebook.com/funchalnoticias/