Futura equipa do helicóptero de combate a incêndios começou hoje formação no Serviço Regional de Protecção Civil

Uma informação da Secretaria Regional da Saúde, que tem a tutela da Protecção Civil, refere que os 14 elementos da futura equipa helitransportada do helicóptero de combate a incêndios que vai operar na Madeira começou hoje a sua formação.

A preparação está a cargo da Força Especial de Bombeiros, que se encontra na Região desde a semana passada e vai treinar os procedimentos de segurança, em voo e em terra, dentro  e fora da aeronave.

O citado helicóptero, que integrará o Plano Operacional de Combate a Incêndios 2018 (em vigor entre 15 de Junho e 15 de Outubro ) chegará à Região no próximo dia 11 de Junho. A base deste meio aéreo fica localizada na sede do Serviço Regional de Protecção Civil e está concluída.

Este meio aéreo permite o embarque de equipas/brigadas helitransportadas para apoio à consolidação do trabalho aéreo e são constituídas por 5 operacionais especializados em intervenção imediata em incêndios florestais, salienta a Secretaria dirigida por Pedro Ramos.

Aliás, o próprio marcou presença no princípio desta formação, fazendo questão de dar as boas vindas aos seis bombeiros desta Força Especial de Intervenção e de felicitar os 14 formandos seleccionados pela “nobre missão que vão assumir”, refere a nota.

O heliporto situa-se na sede do Serviço Regional de Protecção Civil

Pedro Ramos  disse que este é “mais um compromisso para com a população, que o Governo cumpre com elevada responsabilidade, rigor, na defesa da vida humana e dos seus bens”.

“Entendemos a segurança da população como o pilar da nossa acção política e do desenvolvimento de uma região insular como a nossa, assegurou o governante.