Paula Cabaço amanhã em Lisboa para cerimónia de entrega de prémios da Associação Portuguesa de Museologia

foto Rui Marote

A secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, estará presente amanhã, dia 25, pelas 14.30 horas, no auditório do Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, local onde decorrerá a cerimónia de entrega dos Prémios APOM 2018. Tudo porque o Governo Regional, através da supracitada Secetaria, apresentou três candidaturas aos Prémios da Associação Portuguesa de Museologia 2018 (APOM).

A eposição “As Ilhas do Ouro Branco – Arquipélago da Madeira – do século XV ao Século XVI”, inaugurada em 2017, no Museu Nacional de Arte Antiga e os projectos “Capelas ao Luar” e “Dar a Ver” – iniciativas que foram criadas e são desenvolvidas através da Direcção Regional da Cultura, disputam, assim, o Galardão com mais de 200 outras candidaturas apresentadas por nuseus, instituições e entidades reconhecidas, a nível nacional, numa decisão que será conhecida na Gala Anual que se realiza amanhã, no evento no qual Paula Cabaço marca presença.

A cerimónia conta com o alto patrocínio da Presidência da República e terá Marcelo Rebelo de Sousa no seu encerramento, além de diversas personalidades e individualidades ligadas à área da cultura.

Os prémios APOM são atribuídos anualmente e destinam-se a “reconhecer, divulgar e premiar a imaginação e a criatividade dos museólogos portugueses e o seu contributo efectivo na melhoria da qualidade dos museus em Portugal, assim como homenagear o papel de outras entidades vocacionadas para a salvaguarda e valorização do património cultural, sendo esta cerimónia, também, uma forma de dar maior visibilidade e projecção ao que de melhor se faz, no âmbito da museologia, no nosso país”, refere uma nota de imprensa.

Entre as principais áreas e categorias a concurso nos Prémios APOM 2018, destacam-se o Melhor Museu do Ano, a Personalidade na Área da Museologia, a Informação Turística, a Melhor Exposição Temporária, o Projecto Internacional, a Melhor Aplicação de Gestão e Multimédia e Comunicação Online, o melhor Trabalho Jornalístico/ Media, o Melhor Transporte de Património, o Melhor Catálogo, o Organismo Internacional, a Inovação e Criatividade, o Melhor Estudo sobre Museologia e a Melhor Instituição, havendo, ainda, categorias que destacam os coleccionadores, mecenas e os melhores trabalho de Museografia, de Conservação e Restauro, de Marketing e Merchandising Cultural e de Educação e Mediação Cultural, entre outros.