“O tempo dos governadores civis já acabou”, diz Albuquerque sobre a possibilidade da reunião com o primeiro ministro ter lugar no Palácio de S. Lourenço

António costa3
Albuquerque avisa: “O Governo Regional jamais reunirá com o primeiro-ministro no Palácio de São Lourenço”.

A notícia que veio a público, no DN, avançando que o primeiro-ministro designou o Palácio de São Lourenço como local para a reunião com o presidente do Governo Regional, já mereceu hoje uma reação enérgica por parte de Miguel Albuquerque, que rejeita essa versão sobre o local do encontro no âmbito da deslocação de António Costa à Madeira para estar presente nas comemorações do Dia do Empresário, a 21 de maio.

O presidente do Governo Regional vai mais longe ao afirmar que o tempo dos governadores civis já acabou. A Madeira, desde há 42 anos, tem orgãos de governo próprio e tem uma Autonomia Política. E é fundamental perceber que essa Autonomia consta da Constituição e do Estatuto.”

Albuquerque diz que “o Governo Regional jamais reunirá com o primeiro-ministro no Palácio de São Lourenço. Isto é uma questão de princípio e daqui não saimos”. A Quinta Vigia foi um dos locais indicados pelo Governo Regional para o encontro com António Costa.