Queda de pedras, sem limpeza nem sinalização, coloca em risco a Rua do Palheiro Ferreiro, dizem moradores

Rua do Palheiro
Os moradores nas proximidades dizem que a derrocada caíu em fevereiro mas a limpeza não foi feita e a situação envolve alguns riscos para quem ali circula todos os dias, sobretudo à noite.
Rua do Palheiro C
Quem circula habitualmente pela zona, diz que a limpeza e a avaliação dos perigos deveriam ter ocorrido logo após a ocorrência. Fotos DR

Rua do Palheiro placaAs pedras caíram no passado mês de fevereiro em consequência daqueles dias de temporal que atingiram vários pontos da Região, com quedas de árvores e algumas derrocadas, de pequena e média dimensões.

O caso é transmitido ao Funchal Notícias, com imagens recolhidas este sábado. As pedras caíram em fevereiro, na Rua do Palheiro Ferreiro, perto do campo do clube 1º de Maio, sem que, desde então, houvesse qualquer operação de limpeza para não colocar em risco os automobilistas que por ali passam diariamente, uma vez que se trata de uma zona de acesso a habitações e onde também existem algumas empresas instaladas. Além disso, não há qualquer sinalização de alerta.

Adiantam ainda que, sendo uma estrada sem iluminação pública, a situação agrava-se quando a circulação automóvel ocorre à noite, facto que, segundo ainda os moradores, deveria merecer “uma outra atenção por parte das entidades com competência na matéria”.