Festival Sons do Mar foi apresentado hoje; fadista Mariza abre o evento em Setembro

O Festival Meo Sons do Mar, que se realiza em Setembro, foi hoje apresentado na Câmara Municipal do Funchal, por Jorge Sequeira, representante da Altice na Madeira, Jorge Lopes, director da PEV – Entertainment e pelo edil funchalense, Paulo Cafôfo.

Jorge Sequeira aproveitou a oportunidade para realçar o investimento da Altice na Madeira, referindo-se desde logo à rede móvel, e anunciando que hoje será posta ao serviço a cobertura dos túneis que ligam São Vicente à Boaventura em 4G. Também realçou os investimentos na rede fixa, nomeadamente na cobertura de fibra, e a colaboração com a Universidade da Madeira.

Pela oitava vez, realçou, dá-se o pontapé de saída para mais um festival Meo Sons do Mar, desejando que o mesmo continue “por muitos e bons anos”.

Por seu turno, Jorge Lopes disse que o evento, este ano, durará três dias, num novo formato. Um dia será dedicado às crianças. Num outro dia, um sábado, decorre o festival, com várias bandas. O evento de abertura será protagonizado pela fadista Mariza, a 31 de Agosto, no Parque de Santa Catarina. No dia seguinte, os DAMA e Diogo Piçarra participam, com uma banda madeirense ainda não anunciada.

No último dia, domingo, será feito um espectáculo para crianças, com o Ruca. “Será uma grande produção”, prometeu.

O preço das entradas por concerto oscila entre os 10 e os 15 euros.

O festival representa um investimento aproximado de 200 mil euros.

Por seu turno, Paulo Cafôfo enalteceu os artistas que este evento traz ao Funchal, “que tem que ser isto, uma cidade com um passado, mas virado para o futuro, um futuro de modernidade”. A cidade, defendeu, tem de acompanhar o ritmo da realização de eventos que se realizam no resto do país.