Concurso de vitrinismo apresentado na CMF por Cafôfo e Cristina Pedra

O concurso de vitrinismo “Cidade das Flores” foi hoje apresentado pelo edil funchalense, Paulo Cafôfo, pela directora do Departamento de Economia e Cultura da CMF, Raquel Brazão, e pela presidente da ACIF, Cristina Pedra.

As empresas, segundo explicou Cristina Pedra, poderão inscrever-se directamente, nesta nova edição do concurso de vitrinismo, no site da ACIF. Tomando como mote a Festa da Flor, as empresas poderão usar a sua imaginação para associar-se, até ao dia 18, usando “algum  critério de harmonia, criatividade e flores da Região nas diversas montras, comprometendo-se a manter essa ornamentação até ao fim de Abril”.

A partir do dia 19, começará a exposição nas montras. O júri apreciará aleatoriamente as diferentes montras durante esse período, e existirão prémios para as melhores decorações, nomeadamente nos três primeiros lugares. Esta acção visa incentivar as empresas a executarem alguma “engenharia de imagem, para vender mais e melhor”, ao mesmo tempo ajudando o Funchal a ganhar mais interesse turístico.

Por seu turno, o presidente da CMF, Paulo Cafôfo, sublinhou que a Festa da Flor é um dos maiores cartazes turísticos da Região, e referiu que o mesmo, desenvolvido por entidades públicas, mormente o Governo Regional, merece que todos se lhe associem. “Queremos uma cidade em flor”, realçou. “E queremos que o comércio tradicional também se lhe junte”, referiu.

O concurso está inserido num programa de revitalização do comércio. Cafôfo adiantou que a CMF está já em condições de avançar com um outro projecto inserido neste programa, o “Adopte uma Loja”.

“Temos aqui no centro do Funchal lojas históricas, que têm a sua identidade, seja pela toponímia, a arquitectura ou a sua história. E queremos através da arte urbana, tornar essas ruas mais atractivas”, disse. A artéria do comércio tradicional em que esta ideia será primeiro implementada é a Rua dos Tanoeiros, avançou o edil.