Câmara do Funchal instala iluminação LED no Bairro da Quinta Josefina

Foto DR.

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) concluiu a substituição de 30 luminárias no Bairro da Quinta Josefina, em Santo António, por um sistema de iluminação LED, que incide sobre escadarias e outros espaços públicos do bairro, e ao qual se acrescentam 23 novos postes de iluminação rodoviária na via pública principal.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, a intervenção veio responder “à vontade expressa pelos moradores, que manifestaram à Autarquia a necessidade de melhorar a luminosidade noturna neste empreendimento municipal, assegurando, doravante, uma iluminação criteriosa dos espaços comuns a tempo inteiro e, ainda, uma importante poupança. Conseguimos, assim, um dois-em-um, melhorando as condições de segurança e de habitabilidade, com uma solução de eficiência energética”, sublinha o Vice-Presidente da CMF, Miguel Silva Gouveia.

Segundo o autarca, a operação “vem na sequência de outras intervenções que já têm vindo a ser implementadas pelo Município em termos de otimização da iluminação pública, e de que são exemplos a substituição da tecnologia tradicional pela tecnologia LED num conjunto de espaços públicos e estradas municipais, entre as quais se destacam a Praça do Município, a Estrada do Aeroporto, a Estrada João Paulo II e a Comandante Camacho de Freitas.”

“A primeira instalação de iluminação LED em bairros funchalenses aconteceu em 2016, no Bairro do Hospital, com a substituição de 42 pontos de luz em todo o complexo habitacional”, relembra Miguel Silva Gouveia, anunciando, igualmente, que “estão previstas intervenções de fundo em outros bairros, a partir deste ano, nomeadamente, no Bairro da Nazaré e nos bairros sociais da empresa municipal Sociohabitafunchal”, sem esquecer “outras intervenções cirúrgicas” em zonas médias e altas das freguesias de Santo António, São Roque, Monte e Santa Maria Maior, acrescenta Miguel Silva Gouveia.

Decorrentes da assinatura do Pacto dos Autarcas, em 2012, as substituições levadas a cabo até o momento perfazem “uma poupança energética de sensivelmente 40% para o Município, mantendo os níveis de iluminação adequados”, enaltece, por fim, o Vice-Presidente. O tempo de vida útil de uma nova lâmpada LED é de 100 mil horas, traduzindo-se em 20 anos de utilização, tendo em conta o tempo médio de uso.