PTP apresenta voto de protesto contra “atitude desrespeitosa” de Paulo Cafôfo

O PTP apresentou na ALRAM um voto de protesto “contra a atitude desrespeitosa do Sr. Presidente da Câmara Municipal do Funchal em não prestar esclarecimentos a uma comissão da ALRAM”.

Diz o partido que foi com um misto de estupefacção e grande indignação, que os deputados da Assembleia Legislativa da RAM receberam uma missiva, datada de 22 de Novembro último, do edil funchalense, Paulo Cafôfo, anunciando que não iria prestar declarações à 5º Comissão Especializada de Saúde e Assuntos Sociais, relativas à queda de uma árvore, na freguesia do Monte, e que vitimou 13 cidadãos no passado mês de Agosto.

A recusa, alega o PTP, “a pretexto de argumentos jurídicos completamente estapafúrdios, mostra bem o desrespeito e a falta de sentido democrático do sr. Prof. Paulo Cafôfo perante esta assembleia e perante os representantes do povo desta Região Autónoma, ainda para mais, num assunto, que teve grande impacto mediático e causou grande alarme social, não só na região, como também a nível nacional e internacional”.

“Esta recusa ainda é mais gravosa e insidiosa, porque o sr. Prof. Paulo Cafofo prometeu a todos os funchalenses uma MUDANÇA de comportamentos e um maior respeito pelas instituições democráticas e, inclusivamente, até chegou a criticar outros agentes políticos do passado, de não respeitarem o órgão máximo da nossa autonomia regional.

Deste modo, vem esta assembleia expressar o seu mais veemente repúdio e indignação por esta atitude inqualificável, desrespeitosas e antidemocrática do Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Prof. Paulo Cafôfo”, reza o voto de protesto assinado pela deputada Raquel Coelho.