Assegurar a equidade para tornar a sociedade mais humanizada, diz Miguel Albuquerque lembrando Eleutério de Aguiar

Albuquerque escola profissional
Miguel Albuquerque garantiu o apoio do Governo às políticas destinadas a pessoas com necessidades especiais e lembrou a obra de Eleutério de Aguiar, o homem que foi diretor regional de Educação Especial e que fez obra neste âmbito.

Uma sociedade desenvolvida é uma sociedade que apoia e sabe lidar e tratar com os segmentos mais vulneráveis, os idosos, a juventude, os cidadãos portadores de deficiência”. Esta afirmação foi feita hoje pelo presidente do Governo Regional, na abertura oficial da Semana da Pessoa com Necessidades Especiais, na Escola Profissional Francisco Fernandes.

Para Miguel Albuquerque “há necessidade do Estado intervir de uma forma direta e indireta no sentido de garantir a igualdade de oportunidades e intervir, no âmbito de um quadro de valores em que, enquanto cidadãos, nos revemos, assegurar a equidade, para tornar a sociedade humanizada”.

O líder do Executivo Madeirense aproveitou o momento para relevar o papel do Dr. Eleutério de Aguiar, que chegou ser diretor regional de Educação Especial: “É extraordinário o trabalho feito, na Madeira”, abordando a matéria de políticas de apoio a situações de pessoas com necessidades especiais. Foi o percursor de todo esse processo, “foi pioneiro de uma obra maravilhosa, através dos dez centros de apoios às escolas, em função dos alunos com necessidades especiais, além dos CAO distribuídos pela Região”.

O presidente do Governo rejeita a política da caridade, enaltecendo o papel daquela rede que existe na Região e que “vai continuar a funcionar”. Garante que o Governo Regional “assume a obrigação de assegurar a equidade e a solidariedade”.