Qual a diferença entre os preços do parque do hospital e o ferry?

Dados observados esta manhã, no parque de estacionamento do hospital, explorado pela empresa CPE-Companhia de Parques de Estacionamento, SA.

23.11.2017: duas horas e 30 minutos de estacionamento no parque do Hospital Dr Nélio Mendonça custam 4,55 euros.  É escandaloso. Mas é assim há uma década. Mais escandaloso é o facto de uma área hospitalar, concessionada a um privado para servir a principal unidade de saúde da Região, fazer negócio à custa dos doentes e dos seus familiares.

Tem sido assim há anos, como têm sido as sucessivas promessas dos governantes de que  vão rever este tarifário com a empresa CPE-Companhia de Parques de Estacionamento, SA.

Não é por acaso que, neste momento, os próprios profissionais de saúde, já ironizam: “Vão rever os preços escaldantes do parque? Pois, sim, é como o ferry Lisboa-Madeira que dizem sempre que vem a caminho e, até hoje, nada…“

E, enquanto vai e não vai, vem ou não vem, o silencioso mas implacável parquímetro continua a faturar, como se a inevitável  doença fosse rentável. Todos curvados a depositar as generosas moedas para servir um negócio leonino que lesa os doentes e os seus familiares.

Os utentes, forçados a ir ao hospital, bem percorrem as ruas vizinhas para estacionar a viatura, mas todos procuram o mesmo. E persiste a ignomínia, a querer passar entre os pingos da chuva, a ver se cai no esquecimento, tornando-se fatal como o destino. Lá terá de ser…