Governo não vai usar numa obra municipal na Cota 500/Boliqueime “terrorismo administrativo” que a CMF utilizou na Ponte Nova

Foto DR.

O Secretário Regional dos Equipamentos e Infraestruturas, Amílcar Gonçalves, visitou hoje a zona alta de Santo António, no Funchal.

A concentração foi junto à rotunda do Vasco Gil, próximo ao túnel da Cota 500.

Na oportunidade, acompanhado pelo presidente da Junta de freguesia de Santo António, o governante abordou investimentos públicos camarários e regionais para aquela zona, designadamente uma obra viária municipal no sítio do Boliqueime, Trapiche, que fará ligação com uma rotunda da cota 500.

Num recado para a autarquia liderada por Paulo Cafôfo, o secretário afirmou que o Governo Regional não tomará naquela obra que começou há 20 dias a mesma atitude que a autarquia teve com o caso da Ponte Nova, “que continua embargada, num total desprezo pela população”.

Para a nova via municipal “há alguns pormenores técnicos que têm de ser resolvidos, nomeadamente na sinalização, drenagem e no traçado, mas o Governo não vai impedir que esta ligação seja feita”, assegurou.

O novo secretário garantiu que “o Governo Regional não vai tomar atitudes de terrorismo administrativo”.

Amílcar Gonçalves deslocou-se ao local na sequência das preocupações da população a quem ouviu e tranquilizou.

“O Governo não vai ser o problema, mas sim a solução. No que tiver ao seu alcance, vai ajudar”, disse.

“Recebemos algum ‘feedback’ da população preocupada e então viemos aqui dizer a estas pessoas que nós não vamos ser o problema e vamos resolver rapidamente estas situações”, rematou.

Sobre  a solução definitiva para a cota 500, Amílcar Gonçalves disse que, em breve, apresentará uma solução.