CDU recorre ao Provedor de Justiça por causa das “Águas de Santo António”

 

A CDU anunciou que decidiu ontem. hoje, “em reunião com a população sobre o direito à água para consumo humano, recorrer ao Provedor de Justiça denunciando o secretismo da Câmara do Funchal a qual, sem prestar a mínima informação aos interessados, tomou posse da administração das chamadas “Águas de Santo António”.

A CDU refere que apoiará as populações numa queixa junto do Provedor de Justiça uma vez que foi assinado um protocolo entre a Câmara do Funchal e quem detinha a administração do abastecimento da água, a “Sociedade Condutas de Água, Lda”, sem que tenham as pessoas que apresentam escritura de propriedade das águas sido ouvidas no negócio que envolve a Câmara do Funchal.

 Nesta iniciativa política Edgar Silva, em nome da CDU, apresentou o compromisso quanto a uma intervenção urgente para que os direitos à água sejam garantidos à população das zonas altas de Santo António. E disse que « a CDU exige o imediato acesso ao protocolo que a Câmara assinou, para que se clarifique até que ponto poderá ser considerado nulo e para que se esclareça até que ponto os direitos fundamentais das populações que integram as “Águas de Santo António” foram ou não salvaguardados.