Congresso debate a 28 de Outubro situação dos sobreviventes de cancro

O Núcleo Regional da Madeira da Liga Portuguesa Contra o Cancro, em parceria com a secção regional da Ordem dos Farmacêuticos, promove em breve o 1.º Congresso Regional de Sobreviventes de Cancro. Este congresso, diz a Liga, pretende ser um espaço de informação, de discussão e de partilha, através de uma abordagem holística a diferentes temáticas dirigidas aos “sobreviventes”, cuidadores, voluntários, profissionais de saúde e de intervenção social, responsáveis políticos e população em geral.

A programação deste acontecimento, que se realizará a 28 de Outubro, será oficialmente apresentada em conferência de imprensa amanhã. No entanto, o FN sabe já que o congresso registará a assinatura do protocolo de cooperação institucional da DRMOF e NRM-LPCC
no âmbito da formação e divulgação de iniciativas relacionadas com o doente oncológico; e que a conferência de abertura abordará a realidade do país no que concerne a incidência e prevalência das neoplasias (tempos de sobrevida e sua qualidade) e os tratamentos – “gold standard, suas vicissitudes e expectativas, futuro próximo”.

Falar-se-á também sobre quem são os sobreviventes de cancro na RAM, havendo lugar ao seu testemunho, e discutindo-se quais os apoios disponíveis aos sobreviventes, e os aspectos dos apoios sociais e psicológicos ao doente e família; depois do almoço, um painel debaterá a qualidade de vida entre os sobreviventes de cancro, aspectos de reabilitação e fisioterapia, entre outros.

Já no dia seguinte, domingo, os “direitos dos sobreviventes de cancro”, a relevância da alimentação e dos suplementos no doente oncológico dominarão a discussão, durante a manhã. Às 13h30 haverá um almoço de encerramento.