TAP traz aviões com maior capacidade para escoar passageiros retidos na Madeira

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O A330 é um dos aviões que a TAP vai colocar para reforçar a operação Madeira para transportar os passageiros retidos em função do cancelamento de voos devido aos ventos no aeroporto.

A TAP prepara-se para colocar, esta quarta-feira, na linha da Madeira, aviões de maior porte para escoar os passageiros que se encontram retidos em virtude do cancelamento de voos devido aos ventos no aeroporto da Madeira CR7.

Segundo o “Dinheiro Vivo”, citando uma fonte da tansportadora aérea nacional, a TAP vai reforçar a frota para transportar todos os passageiros que estão ainda à espera de viagem. “Serão três aviões A321, em vez de A320 e um A320, que substitui o habitual A319. Além disso, a empresa vai voar com dois A330 em voos extraordinários durante esta quarta-feira”, diz o “DV”.

Entretanto,  a “companhia de bandeira” portuguesa está a alertar os seus passageiros para as alterações que estão ocorrer na sua operação para a Madeira, em função das condições meteorológicas adversas, que este ano têm acontecido com uma frequência mais acentuada, provocando situações de caos nos Aeroporto da Madeira CR7.

A transportadora aérea nacional diz no seu site, logo que acedemos para proceder a uma reserva, que “como consequência das condições meteorológicas adversas na Ilha da Madeira, previstas até cerca das 18H00 do dia 3 de outubro, a TAP informa que a sua operação regular de e para o Funchal poderá ser afetada”.

Por este facto, sublinha a TAP, “todos os passageiros com viagens marcadas para o período em que estas condições se mantenham, poderão alterar os seus voos, na mesma rota e dentro da mesma classe de reserva, sem qualquer custo adicional, com nova data até uma semana após as datas afetada. Em caso de cancelamento, caso os Passageiros não pretendam remarcar a viagem, a TAP poderá também emitir um voucher para utilização posterior em voos ou serviços da Companhia. A TAP agradece a compreensão de todos os seus Cliente”.