Célia Pessegueiro disponível para o diálogo, diz que aconteceu um “arejamento” na Ponta do Sol

celia pessegueiro
Célia Pessegueiro e a sua equipa saíram vencedores na Ponta do Sol. Por pouca margem. Aposta no diálogo para garantir a governabilidade da Câmara.

Célia Pessegueiro conseguiu, na Ponta do Sol, uma vitória relevante. Para si, porque conclui com sucesso anos de insistência em matéria de trabalho no concelho, mas também para o Partido Socialista, que assim compensa a derrota no Porto Santo e mantém a liderança direta em três Câmaras e indireta no Funchal, através do apoio à Coligação “Confiança”.

A candidata socialista teve mais votos mas nem por isso pode contar com vida facilitada. A vitória, sendo vitória, não é folgada e em termos de representatividade dá empate com o adversário mais próximo, o PSD, com dois vereadores cada. O desempate caberá à vereadora eleita do CDS/PP, Sara Madalena.

Célia Pessegueiro ainda está a avaliar as diferentes possibilidades e não quer avançar com cenários, diz que essa é função dos comentadores. Mas em cima da mesa, estão, na realidade, várias possibilidades, ou um acordo que permita dar maior funcionalidade à vida autárquica, ou negociações pontuais. Uma coisa é certa: aquela que será, neste mandato, a presidente da Câmara, promete “diálogo com os parceiros de vereação”. Ainda não houve tempo para falar, nem com o PSD nem com o CDS/PP. Diz que “todas as possibilidades serão colocadas em cima da mesa, atendendo aos resultados e aos mandatos, de modo a viabilizar a governabilidade da Câmara. A postura dos outros partidos foi sempre a de trabalhar em favor da população da Ponta do Sol, tenho a certeza que ambos estarão disponíveis para analisar uma solução”.

Para a recém eleita presidente da Câmara da Ponta do Sol “o concelho ganhou com estes resultados. Ficou a ganhar a Ponta do Sol, ficou a ganhar a democracia. É um arejamento e até foi uma escolha há muito desejada pelas pessoas e agora concretizada numa altura em que o eleitorado considerou que estavam reunidas as condições para essa mudança”.