Rui Barreto diz que maiorias absolutas são “arrogância e prepotência”

Rui Barreto arruada A
O candidato do CDS/PP pede aos funchalenses para não darem maiorias absolutas.

LOGO ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O candidato do CDS-PP à presidência da Câmara do Funchal espera que os funchalenses “não dêem nunca maiorias absolutas, porque significam normalmente “arrogância e prepotência”. Rui Barreto está convencido de que as pessoas sabem reconhecer “quem trabalha, tem competência e conteúdo para o Funchal” e , nesse sentido, espera ser recompensado no próximo domingo.

Numa arruada com mais de duas centenas de apoiantes, Barreto apelou aos que “têm dúvidas, estão indecisos ou desiludidos para que olhem para as pessoas desta candidatura, para os seus percursos profissionais e as provas dadas à sociedade, e verão que são pessoas que querem trabalhar em prol do Funchal, pois não são os símbolos dos partidos que governam, são as pessoas e garanto que as que estão nas listas do CDS-PP farão toda a diferença”.