Trabalhos de demolição já começaram para construção de hotel em Câmara de Lobos

Obras_hotel (Large)
Começaram os trabalhos de demolição da lota e do entreposto frigorífico tendo em vista a construção de uma unidade hoteleira do grupo Pestana.

Arrancaram os trabalhos de demolição dos antigos edifícios da lota e entreposto frigorífico, na baía de Câmara de Lobos, com o objetivo de ali ser construída uma nova unidade hoteleira no centro histórico da cidade.

A concessão do antigo edifício da lota e entreposto frigorífico de Câmara de Lobos ao Grupo Pestana, lembra a uma nota da autarquia, “visa a edificação da primeira unidade hoteleira no centro histórico desta pitoresca cidade. Sob a denominação de Pestana Churchill Bay, a nova unidade hoteleira terá a classificação de quatro estrelas, sendo que o novo conjunto edificado, conforme estabelecido no caderno de encargos, terá uma linha arquitetónica e uma volumetria adequada a todo o conjunto edificado envolvente ao ilhéu de Câmara de Lobos. O contrato de concessão estabelecido entre a CMCL e o Grupo Pestana terá a duração de 50 anos, mediante o pagamento de uma renda, que no final da concessão permitirá arrecadação mais de 2,8 milhões de euros para os cofres do município, sendo que no final do período da concessão o imóvel reverte a favor do Município.

Nesta fase dos trabalhos, serão executadas obras de demolição do atual edifício devoluto, prevendo-se a sua conclusão na próxima semana.

Refira-se, ainda segundo a mesma nota, que “o executivo municipal estabeleceu como prioridade a afirmação da vocação turística do concelho como um dos objetivos estratégicos do seu mandato autárquico. Numa primeira fase foi realizado um estudo diagnóstico sobre as potencialidades turísticas do concelho, tendo, para o efeito, sido auscultados os stackholders e agentes locais e regionais ligados ao trade turístico, tendo sido identificado, de entre um conjunto alargado de sugestões, a necessidade de criação de uma unidade hoteleira na baixa da cidade, por forma a uma maior dinâmica turística no concelho”.

Foram executados vários melhoramentos e arranjos urbanísticos na zona envolvente à baía, os quais têm tido um impacto positivo na valorização da baixa da cidade e no reforço da sua atratividade, sendo atualmente muito notório um afluxo diário constante e crescente de turistas, com especial relevo na baixa da cidade.

 

Segundo o presidente da Câmara, Pedro Coelho, fruto ações e da visão estratégica preconizada pela autarquia, “os investidores têm vindo a reconhecer em Câmara de Lobos um território “business friendly”, que proporciona boas condições para o investimento, em especial no setor turístico e hoteleiro. Para o edil, o concelho de Câmara de Lobos é hoje em dia muito diferente do que era há uma ou duas décadas. Fruto do trabalho de muita gente, Câmara de Lobos é hoje uma cidade moderna, dotada de boas infraestruturas públicas e privadas, com uma dinâmica urbana intensa, focada em acolher bem as pessoas, sem no entanto deixar de preservar algumas das suas caraterísticas mais peculiares e a sua identidade, tal como o casario na encosta do ilhéu, os barcos na baía. O edil reconheceu a importância de um investimento privado desta natureza no centro histórico da cidade, pois será um investimento âncora que irá alavancar toda a economia da cidade, criando emprego e atraindo cada vez mais turismo. Aposta do Grupo Pestana, o maior grupo hoteleiro português e um dos maiores do mundo, em investir em Câmara de Lobos é um sinal do reconhecimento inegável do potencial turístico da cidade câmara-lobense.