Pedro Coelho foi hoje palestrante na 3ª Conferência Internacional das Cidades de Aprendizagem, na Irlanda

O presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho, participou esta tarde, como conferencista, na 3ª Conferência Internacional das Cidades de Aprendizagem, que decorre na cidade de Cork, na Irlanda, de 18 a 20 de Setembro, integrando o painel de conferencistas que abordarão a temática das “Cidades de aprendizagem para a equidade e inclusão”.

Segundo informa a edilidade camaralobense, na cerimónia de abertura da 3.ª Conferência Internacional das Cidades de Aprendizagem, que teve lugar ontem, dia 18 de Setembro, o edil recebeu o galardão referente à distinção atribuída pela UNESCO ao Município de Câmara de Lobos como “Cidade de Aprendizagem 2017”, a par com as outras 15 cidades mundiais também distinguidas com o mesmo galardão.

A participação do Município de Câmara de Lobos na conferência das cidades educadoras é uma oportunidade para o intercâmbio de ideias e boas práticas, a criação e fortalecimento de parcerias e a promoção de cidades geminadas. É também, ainda mais importante, uma plataforma para construir o futuro das cidades de aprendizagem, refere a autarquia.

Na prelecção que proferiu, hoje, pelas 14h00, na conferência das cidades educadoras, Pedro Coelho abordou o progresso verificado no concelho de Câmara de Lobos ao longo das últimas década em matéria de educação, com especial destaque para a evolução registada ao nível de decréscimo das taxas de abandono escolar, que actualmente se encontram abaixo da média regional, tendo decrescido de 24,5%, na década de 1990, para 1,92%. O autarca abordou ainda algumas das medidas e projectos desenvolvidos no decurso do corrente mandato e que foram decisivos para a decisão de atribuição do galardão pela UNESCO, nomeadamente, a implementação dos projectos Agenda21Local e Intervenção Social Participada, a elaboração da Carta Educativa e a operacionalização do Conselho Municipal de Educação. Serão referenciados ainda o prémio de mérito escolar Joaquim Pestana, a parceria com instituições de ensino superior nacionais, a Universidade Sénior, entre outras políticas em matéria educativa promovidas pela autarquia.

No mesmo painel em que o autarca de Câmara de Lobos falou, tomaram palavra Philippe Bohelay, vice-presidente do município de Clermond-Ferrand (França); Apostolos Kalogiannis, presidente do município de Larissa (Grécia); Manal Aboughatas, vice-presidente de Giza (Egito); Hatem Ben Kedim, chefe de gabinete do Município de Túnis (Tunísia) e Emmanuel Fecwa de Mayo-Baleo (Camarões).

A primeira Conferência Internacional sobre Cidades de Aprendizagem (Pequim, 2013) abriu o discurso global sobre as cidades de aprendizagem e definiu o conceito, da UNESCO, de cidade de aprendizagem. A segunda Conferência Internacional sobre Cidades de Aprendizagem na Cidade do México foi marcada pela abertura à adesão na Rede Global de Cidades de Aprendizagem (RGCA) da UNESCO e definiu o papel das cidades da aprendizagem na consecução do desenvolvimento sustentável. Hoje, a rede é composta por cerca de 200 cidades de mais de 40 países unidos na sua determinação de promover a aprendizagem ao longo da vida e, em última instância, alcançar o desenvolvimento sustentável nas suas cidades, segundo informação a que o FN teve acesso.

Em Portugal há 8 cidades de aprendizagem: Anadia, Câmara de Lobos, Cascais, Gondomar, Lagoa, Mação, Praia da Vitória e Pampilhosa da Serra.