Europe Direct: Primeira travessia da Madeira em bicicleta eléctrica demorou oito horas de viagem

Oito horas de viagem foram suficientes para percorrer os pouco mais de 100 quilómetros que
ligam o Caniçal ao Porto Moniz. Pelo meio, uma pausa de hora e meia para reabastecimento
de energias e o carregamento das baterias, refere uma nota de imprensa.  Foi com esta “ I Travessia da Madeira em e-bike” que o Centro Europe Direct Madeira, em parceria com a Associação Insular de Geografia e a Bikezone Funchal, se propôs comemorar a
Semana Europeia da Mobilidade que se celebra entre 16 e 22 de Setembro, num evento
internacional que regista na edição deste ano a participação de 2337 cidades (distribuídas por 50 países) e 565 acções de mobilidade registadas por entidades não oficiais (ONG´s, empresas, escolas, etc).

Em Portugal, 56 municípios aderiram à iniciativa.
Relativamente à “I Travessia da Madeira em e-Bike”, os dois veículos que foram utlizados
revelaram-se, pela positiva, uma verdadeira surpresa, assevera o comunicado. Mais pesadas que as bicicletas tradicionais, as actuais gerações de bicicletas eléctricas revelam-se extremamente confortáveis e tecnicamente muito evoluídas, permitindo através das suas baterias, o suporte necessário para enfrentar literalmente qualquer subida, independentemente do declive. Prova disso, foi a subida da Serra de Água até à Encumeada, com recurso a apenas 50% do suporte permitido pelas baterias, sem que isso se traduzisse no esgotamento das mesmas. À chegada ao Porto Moniz, as baterias ainda estavam em condições de assegurar autonomia para mais 30 quilómetros.
Não obstante todas estas vantagens, o percurso permitiu identificar algumas limitações ao uso das bicicletas, sejam eléctricas ou não. Sobre isso, será promovido na primeira quinzena de Outubro um debate com algumas entidades para analisar as referidas situações. Para
aprofundar o conhecimento sobre estes veículos, ainda no decorrer desta semana, será
utilizada uma bicicleta eléctrica no uso diário casa-trabalho, no sentido de testar as capacidades deste veículo numa utilização constante, com passagem por três núcleos urbanos: Caniço, Funchal e Câmara de Lobos.
Também o car-pooling e a utilização do transporte público serão iniciativas a adoptar no
decorrer desta semana, em prol de uma mobilidade mais sustentável.
Os resultados/conclusões desta iniciativa serão publicados no micro-site do evento, disponível para consulta a partir de europedirect.aigmadeira.com.