Sérgio Marques visita amanhã estabilização do acesso ao Chão da Ribeira

O Secretário regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus , Sérgio Marques visits amanhã, terça-feira, dia 12 setembro, a estabilização do talude da ER 221 que confere acesso ao Chão da Ribeira, no Seixal.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, trata-se de uma obra que vem resolver os problemas de segurança que aquela estrada apresentava, libertando os constrangimentos decorrentes da parte rodoviária afetada, bem como do talude sobranceiro e passagem hidráulica sob a estrada  que apresenta algumas anomalias, com destaque para a destruição parcial do murete de coroamento, e para a existência de fissurações significativas e de ressurgências de água nos paramentos dos muros.

Trata-se de um intervenção que decorrerá até ao final do ano e que terá um custo associado de  cerca de 1 milhão de euros, cofinanciado por verbas da lei de meios.

O Acesso ao Chão da Ribeira foi atingido pela intempérie do 20 de Fevereiro, tendo ficado, desde essa altura com condicionantes.

Concretiza-se agora a resolução definitiva deste constrangimento, que irá beneficiar os  munícipes do Porto Moniz e visitantes.

As intervenções que já decorrem incluem:

-Consolidação e estabilização do talude constituído por depósitos de vertente na zona colapsada, incluindo os órgãos de drenagem associados, e tirando partido do muro de betão existente na base do talude instabilizado;

-Tratamento / consolidação da zona em que se insere a linha de água, entre o maciço basáltico e os depósitos de vertente, de modo a evitar a sua erosão futura;

-Execução duma plataforma adequada a montante da Ponte Hidráulica, de acordo com os resultados do estudo hidráulico efetuado para a verificação da capacidade de vazão da estrutura atualmente existente;

-Execução do reforço estrutural de ambos os muros da Ponte hidráulica (a montante e a jusante), face às anomalias estruturais evidenciadas atualmente por esta estrutura; com este reforço dotar-se-á a estrada E.R.221 dum novo murete de guarda, procedendo-se à demolição do existente ao longo da zona de intervenção;

-Definição da sinalização e dos equipamentos de segurança necessários.