Investimento de 10 milhões de euros nos bairros sociais do Funchal

O líder da coligação Confiança (PS-BE-JPP-PDR-NC), Paulo Cafôfo, esteve esta manhã no Bairro dos Viveiros, em São Pedro, a acompanhar a construção do novo conjunto habitacional, no âmbito do programa “Amianto Zero”.

É desta forma que a Autarquia vai erradicar o amianto de todos os seus bairros sociais, num investimento global de 5 milhões de euros, exclusivamente com verbas camarárias, em 66 novos fogos no total (28 no Bairro dos Viveiros e 38 no bairro da Quinta Falcão, em Santo António).

Paulo Cafôfo aproveitou a ocasião para anunciar, igualmente, que no próximo mandato, a aposta nos bairros sociais da Autarquia será reforçada com um investimento de 10 milhões de euros.

Cafôfo recordou que o programa “Amianto Zero” foi um compromisso assumido no Dia da Cidade em 2015, com o objetivo claro de “erradicar o amianto de todos os nossos bairros sociais, resolvendo um problema de saúde pública que persistiu durante décadas e, mais uma vez, prometemos e cumprimos. A obra avança a bom ritmo e vai cumprir o seu prazo de execução de 18 meses.”

Sublinhou, em especial, “o alcance do programa Amianto Zero, que fez com que, mercê dos excelentes resultados da gestão financeira do mandato, a Autarquia tenha podido fazer um empréstimo e investir, sem qualquer comparticipação, em nova habitação social, resolvendo um problema que esteve à vista de todos os Executivos camarários desde os anos 80”, considerando este projeto como o corolário da aposta feita nos bairros sociais camarários, que foi uma das mais fortes de todo o mandato.

Paulo Cafôfo considerou, de seguida, que “quem está na política tem a obrigação de melhorar a vida das pessoas e de resolver problemas. No que respeita ao amianto, a nossa ação está à vista e o fim deste problema também. Mas não vamos ficar por aqui e, no próximo mandato, serão 10 milhões de euros aplicados especificamente na beneficiação dos nossos bairros sociais, quer seja na recuperação de moradias, na requalificação de espaços públicos, em novos empreendimentos sociais ou na criação de habitação via reabilitação urbana.”

O atual Presidente da CMF deixa claro que “queremos construir mais e queremos reabilitar mais. A intenção é que a Reabilitação Urbana do centro da cidade sirva como motor dinamizador para trazermos de novo as pessoas a habitar a Baixa, recuperando assim o património edificado e abandonado do Centro, enquanto resolvemos a oferta de habitação social do concelho. É isto que os funchalenses esperam de nós: soluções integradas para os problemas e um pensamento estratégico para a cidade.”

Acrescente-se que os 28 novos apartamentos nos Viveiros destinam-se a realojar os moradores do Bairro da Penha de França, no Imaculado Coração de Maria. Paulo Cafôfo, e o Presidente da Junta de Freguesia do Imaculado Coração de Maria, Gonçalo Aguiar, têm vindo a esclarecer oportunamente os moradores relativamente a questões da sua transição para os novos lares, que serão construídos de raiz do outro lado da ribeira, curiosamente já na freguesia de São Pedro. Todos os moradores devem contactar diretamente a Autarquia, como única entidade responsável pelo projeto, para esclarecer quaisquer dúvidas sobre o processo de transição para as novas casas.