João Sousa afirma querer dinamizar Casa da Cultura de Santana

O candidato socialista em Santana, João Sousa, esteve hoje à tarde na Casa de Cultura da localidade, para constatar o dito espaço “encontra-se às moscas”. Na oportunidade, criticou a falta de dinâmica, de autonomia e de competência do Centro Cultural e garantiu que “com o Partido Socialista à frente da Câmara Municipal de Santana essa situação será, profundamente, alterada”.

João Sousa sublinhou que a Casa de Cultura de Santana, que conta com mais de oito anos de existência, já devia ser mais autónomo e dinamizador no que concerne às actividades culturais do município. Contudo, o PS verifica que apenas a acção da Casa de Cultura resume-se a exposições, esquecendo as tradições, a gastronomia, o artesanato e todos os outros eventos que decorrem no concelho. Na perspectiva dos socialistas, todas as tradições devem ser também dinamizadas na Casa de Cultura, como por exemplo a Festa dos Compadres.

João Sousa não compreende como é que numa Casa da Cultura não existe uma mostra, permanente, da etnografia do concelho. Portanto, afirma que num espaço com oito anos, com a qualidade das suas instalações “tem de ser todo ele repensado, criando outra dinâmica, para que assuma de facto um papel dinamizador da cultura em Santana”.