Donato Paulo Macedo é o número 5 da lista de Gil Canha à Câmara do Funchal

Donato Paulo Vares Macedo, 46 anos, natural da freguesia de São Pedro no Funchal, licenciado em Comunicação, Cultura e Organizações, trabalha na Câmara Municipal do Funchal como Técnico Superior de Comunicação no Departamento de Ciência e Recursos Naturais.

Iniciou a sua actividade profissional como Estagiário na empresa de Contabilidade e Formação Profissional – Previsão.

Colaborou no jornal desportivo “Desporto Madeira”, e desempenhou funções no ex-Centro Regional de Segurança Social, tendo depois integrado os quadros da Câmara Municipal do Funchal, onde percorreu vários departamentos da autarquia.

Ainda integrou mediante concurso, uma Comissão de Serviço no Departamento de Investigação Criminal do Funchal da Polícia Judiciária, tendo entretanto regressado ao seu quadro originário da CMF, onde se encontra.

Integrou o primeiro Conselho de Leitores do Diário de Notícias da Madeira, e assina um artigo de opinião mensal no referido jornal. Desenvolveu dois blogues sobre “e-spotting” e um outro sobre temas de cidadania e intervenção cívica.

Politicamente foi militante da JSD e PSD-Madeira desde finais dos anos oitenta, e chegou a integrar a Comissão Política de Freguesia de Santa Maria Maior no início do século XXI.

Chegou a fazer parte da Comissão-de-Honra da candidatura presidencial de Manuel Alegre, e participou num painel de oradores sobre “comunicação social”, numa conferência desenvolvida pelo Bloco de Esquerda.

Mais tarde foi convidado a integrar o Laboratório de Ideias do PS-Regional, sendo pouco depois convidado pelo ex-PND a participar nas listas da Coligação Mudança à Assembleia Municipal do Funchal, em 2013, tendo sido eleito deputado municipal na qualidade de Independente onde se mantém até final do presente mandato.

“Aderi ao projecto Funchal-Forte para as próximas autárquicas, por um imperativo de cidadania e consciência, para além de conhecer – a casa – onde trabalho há anos. Estou com as demais pessoas resilientes que integram este projecto com abnegação pessoal, mas com um sentido de compromisso com a Cidade, descomprometidos de quaisquer interesses pessoais ou corporativos. A minha missão é com os funchalenses, com os munícipes e com todos os que trabalham para fazer do Funchal uma cidade mais equilibrada, justa e aprazível a todos. A todos nós que amamos o Funchal e que queremos fazê-lo, fazer-nos: mais fortes!”, anunciou.