Mostra de António Rodrigues patente no Museu Henrique e Francisco Franco

Desde o passado dia 21 de Julho, encontra-se no Museu Henrique e Francisco Franco, em jeito de project room, a mais recente exposição do escultor António Rodrigues, intitulada “Escultura: retrato e relevo”, sublinha uma nota do Departamento de Economia e Cultura da CMF. Natural do Funchal, António Rodrigues tem no seu currículo obras expostas no espaço público urbano, e o seu percurso profissional divide-se entre a criação artística, a curadoria, a investigação em etnografia e a pedagogia em Artes Visuais.

Até dia 29 de Setembro, o público poderá ver as peças em exposição, retratos e baixos-relevos, tendo como pano de fundo uma parede coberta com uma instalação de imagens, fotografias e desenhos, que possibilitam ao visitante reconstituir uma pequena parte dos percursos da criação de António Rodrigues, tão diversa quanto o uso de diferentes tecnologias da escultura.

“Coincidindo com o ano em que se celebram os 30 anos de abertura deste museu ao público, esta mostra desenvolve-se numa lógica de diálogo que coloca, de um lado, a seleção de oito esculturas de António Rodrigues, datáveis entre o período de 1975 a 2017, e do outro, uma parte significativa do acervo de escultura de Francisco Franco, com obras, na sua maioria, datáveis da primeira metade do século XX”, refere Martinho Mendes, curador da exposição.

No próximo dia 21 de Agosto, dia da Cidade do Funchal, o Museu Henrique e Francisco Franco celebra 30 anos de existência.