Violência e mortes nas eleições da Venezuela

Voto venezuela
Dia de votação, na Venezuela, voltou a ser de violência. Com mais de uma dezena de mortos.

Dados divulgados pela Comissão Eleitoral da Venezuela registam que votaram na eleição dos 545 membros da Assembleia Constituinte mais de oito milhões de venezuelanos (41,5% dos eleitores), números contestados pela oposição, para quem a participação não foi além dos 12%.

O dia de votação, domingo, foi marcado por uma nova onda de violência, com mais umna dezena de mortos, havendo quem considere que o resultado da votação em nada vai alterra o clima de guerra civil que o país atravessa e que vai continuar, como referem muitos venezuelanos, que vêm a degradação da vida ser acelerada a cada dia que passa.

O presidente Nicolás Maduro defende a consulta da Constituinte como sendo “um meio para restaurar a paz no país”, mas a oposição contraria dizendo que o líder venezuela quer, com esta consulta, “perpetuar-se no poder”.