Miguel Fonseca propõe porto de pesca, lota e fábrica de conservas no Porto Novo

A candidatura do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Santa Cruz deslocou-se hoje ao vale do Porto Novo, para verificar in loco as condições. O candidato Miguel Fonseca disse que a montante do porto encontra-se uma estação de selecção de resíduos, e “há um conjunto de unidades empresariais, mas não há aqui uma homogeneidade de projecto”.

O BE diz que o cais do Porto Novo “pode ser aumentado, num ângulo de noventa graus, mais uns cem metros, sendo preciso definir qual a utilidade deste espaço segundo as várias previsões que existem no Plano Director Municipal”.

Para Miguel Fonseca, poderiam ser criados ali equipamentos estruturantes, com um porto, respectiva lota e unidade de conservas; do mesmo modo, se o espaço fosse considerado para utilidade e lazer, “poderia ser construída aqui uma marina, se tiver viabilidade económica”.

Outra possibilidade é a utilização como parque empresarial, “e nesse caso teríamos isto que aqui temos, mas reestruturado” e “pagando as taxas e impostos que deviam pagar à Câmara Municipal de Santa Cruz”.

Anunciou ainda um debate público sobre estes três projectos, e mesmo um referendo sobre a hipótese mais economicamente viável e do agrado dos munícipes.

“O que não pode é continuar isto que aqui vemos, que é um espaço degradado”, declarou.