CDU quer melhores transportes públicos em São Vicente

A candidatura da CDU aos órgãos autárquicos de São Vicente realizou hoje, no centro da vila, uma acção de pré-campanha para abordar a problemática dos transportes públicos no concelho. Na ocasião a cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de São Vicente, Ester Pereira, declarou que o concelho de São Vicente “tem graves problemas estruturais, mas um dos mais graves é a deficitária rede de transportes públicos com poucas carreiras, com horários desfasados e os preços tanto dos passes sociais como dos bilhetes são bastante elevados. Existem zonas onde não estão cobertas pela rede de transportes públicos e ao fim -de-semana podemos mesmo dizer que quem não tem transporte próprio fica prisioneiro do no seu quintal”, refere.

Segundo esta candidata, falam muito da revitalização da vila de São Vicente, mas a deficitária rede de transportes públicos faz com que seja mais económico, por exemplo para um morador do Sítio dos Lameiros deslocar-se para a vila da Ribeira Brava do que para a vila de São Vicente, pois dessa localidade até ao centro de São Vicente existem poucas carreiras, o que faz com que os vicentinos deixem de ir à vila. O desenvolvimento do concelho também depende da existência de uma rede de transportes pública capaz de dar resposta às necessidades das populações e que garanta a facilidade de chegar a qualquer ponto do concelho como forma de dinamizar a economia, apontou.

“Numa população envelhecida como é a de São Vicente uma boa rede de transportes públicos seria a garantia de uma melhor qualidade de vida”, afirma.

“O transporte de doentes é um outro problema que afecta gravemente os vicentinos, pois temos relatos de pessoas que para fazer um tratamento, no Funchal, que pode demorar pouco mais de 15 minutos, podem ficar mais de 5 horas à espera de transporte.

Relativamente a estas matérias notamos uma enorme apatia por parte do executivo camarário, não existe uma postura reivindicativa, nem projectos para inverter esta realidade.

A CDU vai continuar a lutar para garantir uma rede de transportes públicos que dê resposta aos problemas de mobilidade dos vicentinos e que potencie o desenvolvimento económico do concelho, bem como vamos continuar a intervir junto do Governo Regional para garantir condições dignas no transporte de doentes urgentes e não urgentes”, promete o partido.