Embaixador da Polónia visita a Madeira a 24 de julho

Foto Embaixada da Polónia em Lisboa.

O embaixador da República da Polónia em Lisboa, Jacek Junosza Kisielewski visita a Madeira no próximo dia 24 de julho.

O diplomata deverá encontrar-se com as diferentes entidades regionais designadamente o presidente da Assembleia Regional, o presidente do Governo e o Representante da República para a Região Autónoma da Madeira, Ireneu Barreto.

No caso deste último, sabe-se que a audiência para apresentação de cumprimentos no Palácio de São Lourenço está marcada as 10h30.

O embaixador Kisielewski nasceu em 1952, em Poznań, onde em 1974 se formou em Ciências Naturais na Universidade Adam Mickiewicz. Adquiriu, na mesma universidade e na mesma área de estudos, um primeiro doutoramento em 1978 e uma habilitação em 1990.

Até 1991, trabalhou como professor universitário na Escola Superior de Agricultura e Educação em Siedlce (actualmente Universidade de Ciências Naturais e Humanidades) e como investigador no departamento da Academia Polaca de Ciências, em Poznań.

Na mesma universidade, assumiu a posição de Vice-Decano da Faculdade de Agricultura e Vice-Diretor do Instituto de Biologia Aplicada.

É autor de várias publicações científicas, incluindo monografias e vários capítulos de livros académicos.

Após a transformação política de 1989, J. Junosza Kisielewski juntou-se ao Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Em Fevereiro de 1991 começou a trabalhar no Consulado Geral da Polónia em Bruxelas, primeiro, como Cônsul da Comunidade Polaca e finalmente como Cônsul Geral.

Depois de voltar ao Ministério dos Negócios Estrangeiros em 1996, trabalhou no Departamento Consular e da Emigração e no Departamento das Comunidades Polacas, que criou, assumindo assim a posição de Diretor.

Entre 1999 e 2004, serviu como Cônsul Geral da Polónia em Toronto.

Depois de regressar ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, trabalhou como Vice-Diretor do Departamento Consular e das Comunidades Polacas, responsável pelos assuntos comunitários polacos e pelo tráfego de passageiros, tendo estado envolvido nos preparativos para a adesão da Polónia ao Espaço Schengen, no âmbito dessa última atividade.

De 2007 a 2013, foi Embaixador Extraordinário e  Plenipotenciário na República Federativa do Brasil. Pelo trabalho que aí desempenhou, foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Cruzeiro do Sul e com título de cidadão honorário  de São Paulo.

Entre 2013 e 2016, trabalhou no Departamento de Cooperação com as Comunidades e diáspora polacas, tendo ocupado a posição de Vice-Diretor e Diretor.

Assumiu o cargo de Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República da Polónia na República Portuguesa em setembro de 2016.