JPP quer melhores acessibilidades no Campanário

 

O JPP abordou hoje o problema das acessibilidades na freguesia do Campanário. A candidatura do partido na Ribeira Brava esteve no Caminho da Chamorra de Baixo, na companhia dos moradores, para denunciar a situação e delinear uma estratégia de “mudar a sério” o concelho.

“A freguesia do Campanário está enclausurada num conjunto de 17 estradas e caminhos municipais sem saída. Onde nos encontramos é um caso paradigmático, porque estamos a 100 metros da Estrada Regional, sem saída, trazendo problemas acrescidos de segurança para a população, numa via estreita com dois sentidos, as carrinhas que vendem produtos e alimentos não chegam cá, tal como os serviços de saúde”, relatou Luís Drumond.

O candidato do JPP não esteve no local apenas para denunciar o problema. Drumond aproveitou para revelar a intenção de “definir um plano estratégico” para reverter esta situação, “para atalhar caminho, dando prioridade à ligação destes 17 caminhos que não têm saída aqui na freguesia”.

Luís Drumond assumiu ainda “o compromisso de que este caminho é prioritário”. O candidato à Câmara da Ribeira Brava referiu-se “aos interesses que criam obstáculos à concretização dos 100 metros que faltam” a este caminho municipal.

“Se o JPP merecer a confiança da população, vamos assumir isto como prioridade, para mudar a sério a freguesia do Campanário, mudar a sério estas acessibilidades e potenciar o edifício escolar abandonado há 10 anos nesta zona. Fica aqui o compromisso de, Juntos pelo Povo, apresentar um plano para melhorar as acessibilidades e de reutilização dos equipamentos públicos”, garantiu.